Escravos de uma mente pequena

By Daniel de Castro - 12:42

  Olá pessoas aqui é o Dani, beleza? Esta semana muitos casos de racismo quase me tiraram de minha busca por paz, é irritante lidar com essa mentalidade mas devemos lembrar que racismo é algo muito mais "entranhado" em nossa sociedade e em nossas mentes do que imaginamos. Toda generalização apegada ao que for, números de estatísticas, experiências vividas, lidas, livros, filmes, séries é fadada ao erro e injustiça.
  Eu poderia despejar ódio e palavras pesadas, mil linhas de pensamentos tóxicas a racistas em geral, acabaria sendo um pouco hipócrita pois de alguma forma, em alguma atitude posso ter sido racista em algum momento e atacar não ajuda, temos que nos unir, ver que dá para combater todo esse ódio com amor, com oportunidades, e principalmente com respeito antes de qualquer tipo de piedade que possa tentar nos colocar acima de alguém.
  Quando a poeira baixa e a revolta diminui isso permite ver melhor as coisas, apenas peço misericórdia para as vítimas desses escravos de mentes pequenas.



  Ah meu amigo, como é dura sua luta
  Seu povo era vendido e explorado sem direito a chorar
  Hoje os que ainda tentam no máximo pagam uma leve multa
  Mas acredite que o pior castigo para eles mora em um resiliente olhar
  Seja forte como sempre foi e siga cantando e dançando
  Se não quiser não o faça, você é aquilo que quiser ser
  Isso independentemente do quanto se agradem de te ver sofrer
  Eles invejam muito do que tens no sangue
  Eles se irritam pois muitas de suas forças vem do que eles acabaram causando
  Tentaram prender almas livres e forjaram guerreiros
  Antes só em quilombos e terreiros
  Hoje em lideranças e cadeiras antes nem se quer sonhadas
  Um NEGRO presidente antes era contexto de duras piadas
  Hoje é uma realidade que caminha junto com um duro fato
  Muitos ainda não aceitam teu valor, tua força e talento nato
  São mais fortes quase sempre pois tinham que ser assim
  Cantavam e dançavam mesmo sofrendo ou perto do fim
  Isso irrita os que não tem aquilo que as próprias maldades criaram
  Eles jogavam dor e vocês a transformavam
  Prendiam e castigavam e vocês viviam e até se amavam
  Esses bravos guerreiros nossos antigos exploradores que geraram
  E não tentando educar ou instruir
  Eles queriam prender e se apossar mas não conseguiram te diminuir
  E tua luta hoje apenas mudou de campo
  Não escute aquele que tenta minimizar teu pranto
  Saiba que alma não tem cor nem nacionalidade, mas a pele expressa
  Seja algo que atrai ou assusta eles não entendem, nem toda cantiga de afago é honesta
  Nem toda ofensa quer te prejudicar, eles dão o que tem, muitos não podem evitar
  Mas assim como vocês transformavam sofrimento em canções encorajadoras
  Não deixem todo esse ódio no teu peito forte virar lavoura de rancor
  Pois alguns preferem o medo no lugar da bondade, quase sempre isso vira maldade
  Quando teu ódio transbordar e decidir revidar meu amigo, acredite
  Esse amigo que te escreve não quer nem poderia te dar palpite
  Tem gente que te ama mas não admite
  Que te teme e toma qualquer caminho que te evite
  Mas uma coisa nunca muda antes que cada envolvido entenda
  Guerra é guerra, dor é dor, seguir de pé e forte é sempre melhor que a mais justa contenda
  Pois cada imbecil que tenta te convencer que é maior que você o teme no fundo
  Ele certamente pensa que vai te derrubar ofendendo pois não deseja compartilhar o mundo
  Onde oprimidos e explorados andam de cabeça erguida e felizes
  Tu transforma opressão em força, tua paz incomoda esses infelizes 
  Muitos se proclamam donos de tudo que admiram e necessitam
  Entendes agora o motivo pelo qual tanto te evitam?
  Eles não podem mais te escravizar
  Muitos desdenham aquilo que querem comprar
  Sei que minhas palavras não podem seu sofrimento amparar
  Não sou inocente ao ponto de acreditar
  Que a escravidão acabou, ela apenas mudou de lugar
  Mas se olhe no espelho e tenha orgulho
  Se achar necessário grite, faça barulho
  Mas se ame e respeite mesmo quando eles não o fizerem
  Amor é sempre melhor que ódio, tente esquecer quando eles te disserem
  Que você é isso ou não é aquilo
  Hoje por mais que tentem evitar você é livre meu amigo
  Inclusive para evitar aquele que se pinta de teu inimigo
  Ame, lute e viva mas não esqueça
  Tua liberdade foi conquistada com muito trabalho, isso custou muitas cabeças
  Quando teu ódio o tornar perigoso deste fato nunca se esqueça
  Suas lágrimas podem escorrer e nunca saberemos o peso
  Mas seguir ou revidar, cada um deles traz um preço
  Só quem sofre sabe o caminho que deve tomar
  Tua luta, tua conduta, nem sempre será possível amar
  Ao que te vê menor só posso lamentar pela ignorância
  O tamanho de um ser não é definido pela cor
  Não se junte aos que só podem presentear com dor
  Quando a dor e revolta queimarem como fogo ame, tente achar a luz da esperança

  Esse Bando de Palavras vai para cada um que é olhado por cima, evitado ou rotulado por pessoas de mente a alma pequena, que precisam encontrar algo para "separar" o que não entendem, que não se amam e muito menos os outros, por doentes que precisam mais de ajuda do que ódio, o que não significa que vamos conseguir amar nossos opressores, esquecer o que nos foi feito ou apagar o que foi escrito, marcado na alma, mas acredito que amor é melhor que ódio, acho que um dia, seremos todos realmente iguais, mas só quando respeito permitir isso antes das leis. 

Imagens via : Pixabay.
  

  • Share:

You Might Also Like

22 comentários amáveis

  1. Concordo, todo ódio deve ser combatido com amor, afinal como já dizia o profeta "gentileza gera gentileza". Infelizmente ainda há muito racismo enraizado em nossa sociedade, meu sonho é que chegue logo o dia em que todas as pessoas serão vistas com igualdade, independente da cor de sua pele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sigo a ideologia, mas tem hora que é difícil, esses dias muitas notícias relacionadas me tiraram do centro, mas as coisas já estão se alinhando rs, o amor cura quase tudo :)

      Excluir
  2. Adorei o texto, Daniel. Aliás, adoro sua escrita.
    Devemos sempre tentar ser luz em meio a tanto caos.
    Levo sempre comigo o pensamento de "para onde eu for que eu leve amor".

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz e grato por saber minha cara :) Esse pensamento, "para onde eu for que eu leve amor" muda o mundo e salva pessoas.

      Abraços!

      Excluir
  3. Oi Dani!!!
    Estava lendo um livro e em um momento tinha a seguinte conversa: "Se for tudo dente por dente, onde vamos parar..."
    E bem isso mesmo, sei que é difícil, mas, bora respirar fundo e tentar mostrar o quanto o outro é importante...
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, é difícil, tem hora que revidar é um convite quase irrecusável mas quase sempre traz algum problema.

      Abraços

      Excluir
  4. Olá, meu caro...

    Eu sempre tive dificuldade em lidar com essa questão de racismo. Eu paro, observo, penso e não concluo coisa alguma porque somos todos humanos e a cor é apenas um dos detalhes do qual somos feitos. Há tanto mais. E, no entanto, nos apegamos a isso como se fosse um todo-tudo.
    Gosto imenso de uma música do Renato Luciano que é maravilhosa e ficaria bem ao lado de seu discurso:

    https://www.youtube.com/watch?v=FTU5NYUxZ14


    bacio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belíssima canção, também tenho extrema dificuldade de lidar com isso e infelizmente nem espero mais aceitação, mas sempre vou exigir respeito.

      bacio

      Excluir
  5. Texto lindo!!
    Infelizmente ainda vemos muito de comportamentos preconceituosos e racistas. Sonho um dia tudo isso passar de uma lembrança.
    Parabéns pelo post!

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grato pelo elogio :) Esse sonho é difícil mas não impossível e o bom é que cada um pode fazer isso e perto desses, ele já se torna realidade.

      Excluir
  6. Difícil lidar com tantas notícias todos os dias. Não consigo entender o sentido de alguém ser racista, da mesma forma que não consigo entender brigas por futebol ou religião... Enfim, vamos nos desconstruindo em nossos erros e buscas por evolução e aos poucos, ajudando a mudar opiniões (quando possível)
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito difícil. Entender é difícil mesmo, eu AMO esportes e sou LOUCO por futebol, adoro conversar após um bom jogo, mas cansa, acho que religião, política, esportes ... são usados como pretextos para pessoas violentas e intolerantes colocarem as garras de fora, geralmente esse tipo de pessoa briga até por seu jeito de andar.

      Abraços!

      Excluir
  7. Adorei o texto! E sim, racismo é algo que nos traz revolta, principalmente quando é explícito. Mas poucos (incluindo eu mesma) percebem o quanto isso está enraizado em nossa cultura e em nós, através de gestos, expressões linguísticas e uma série de coisas que sequer percebemos. Penso que é algo que precisamos falar sempre e todo dia, para mudar isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou :) Acho que esse é um dos caminhos, falar mais sobre isso, parar de tratar crimes como provocação, injustiças como acaso, e ver que cada um de nós pode de alguma forma ser um elo dessa incômoda corrente.

      Excluir
  8. Que lindo! Faça mais posts assim ❤ Amo poesia, e você escreve muito bem!É muito chato quando as pessoas olham pra você e já querem te rotular. Lindo texto ❤❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou e olha, tenho escrito bastante coisas nessa pegada do Bando de Palavras e fico feliz pelos elogios :) Estas pessoas, os "rotuladores/opressores" quase sempre queriam ser algo que não são, temem a liberdade do outro pois é uma afronta a própria ignorância e covardia ... ah, tem os idiotas também rs.

      Excluir
  9. Quando ainda hoje são mostrados casos de racismo eu fico dividida entre ficar muito brava, revoltada ou triste. Quer dizer, para mim é quase inconcebível que pessoas mantenham esse comportamento, mas também tento lembrar do contexto em que muitas pessoas racistas cresceram... são lados opostos da mesma moeda. Isso acaba com o psicológico da gente porque quando pensa que as coisas estão se ajeitando, vem mais um caso!
    Seu post ficou ótimo. É bom ver pessoas se conscientizando com isso. Dessa forma, os casos de racismo vão se tornando aos poucos isolados, e não comuns como já foram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma triste realidade, mas compartilho da esperança por dias melhores.

      Excluir
  10. Oi, Daniel! Como vai? Texto incrível, com mescla de pura sinceridade! Sabe, eu tenho a pele clara, porém minha mãe é negra. Quando criança sempre tinham dúvida se eu de fato era sua filha. Como podemos ser tão estranhos, impuros, ouso dizer com bravura o quanto nos tendenciamos em ser cruéis!? São anos, longas décadas de preconceitos, malignidade, crenças rudes e perversas, entretanto, em pleno século 21 ainda me espanto!
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá minha cara, estou bem e espero que vc também :) A sociedade ainda instiga essas crueldades, nós ainda somos muito preconceituosos e temos que mudar, chega de tanta crueldade e desrespeito.

      Abraços !

      Excluir
  11. Que texto reflexivo e poético. Eu não consigo entender, desde que me dei por gente do porquê dessa discriminação com o negro. Tenho muitos amigos afros e são pessoas que adoro estarem ao meu lado. Infelizmente ainda temos pessoas da alma podre que os discriminam. É revoltante.

    ResponderExcluir

Obrigado por bater um papo em nossa amável casa!